Alagamentos provocados por fortes chuvas têm causado prejuízos de norte a sul da Itália. Ontem (21), as águas chegaram a invadir San Sebastiano Fuori le Mura, uma basílica histórica localizada em Roma. Os termômetros das cidades mais atingidas pelos temporais devem cair drasticamente a partir de hoje, marcando mínima de 8ºC.

A Igreja fez parte das sete mais visitadas pelos peregrinos até o Jubileu de 2000. A tragédia aconteceu devido às fortes chuvas, granizo e ventos que atingiram a capital italiana ontem. O granizo cobriu os asfaltos em diversas zonas da cidade, incluindo o centro histórico, e muitos motoristas, bloqueados pelo gelo, não encontraram outra alternativa que não fosse se refugiar no teto dos veículos.

Seis estações de metrô tiveram de ser fechadas em Roma, onde algumas zonas da cidade chegaram a ter água a um metro de altura. O mau tempo também atingiu a Sicília com violência, onde um temporal chegou durante a tarde deste domingo, transformando as ruas em lagos, o que já tinha acontecido na última semana.

Devido à situação emergencial de Sicília, o governador da região Nello Musumeci definiu a situação como “dramática” e convocou uma reunião com os dirigentes de departamentos interessados. Cerca de 6 milhões de euros já foram destinados para as zonas mais atingidas. Já em Milão, fortes ventos derrubaram árvores, enquanto em Rimini tempestades de vento deixaram estragos. A chuva danificou trechos de Bolonha, assim como de diversas outras cidades italianas.

COMPARTILHAR