Os doze adolescentes que estão presos em uma caverna no norte da Tailândia poderão ficar os próximos meses no local antes de conseguirem ser resgatados, segundo as autoridades do país. Isso porque eles estão em um ponto alto da caverna, cuja entrada está inundada.

“Vamos enviar comida para pelo menos quatro meses e vamos ensinar aos treze como mergulhar, enquanto continuamos drenando a água”, afirmou o capitão Anand Surawan, das forças armadas tailandesas.

Os jovens e o técnico entraram na caverna no dia 23 de junho após um treino, e pouco depois começou um temporal que inundou o trecho inicial, o que impediu que eles conseguissem sair.

COMPARTILHAR