Irecê: prefeito gastou mais de R$ 1 milhão com assessoria sem licitação este ano

Uma informação assustadora veio a público na manhã desta terça-feira, dia 19, na cidade de Irecê. Documentos comprovam que o atual prefeito de Irecê, Elmo Vaz, contratou, sem licitação, diversos escritórios de assessoria jurídica e contábil, totalizando um prejuízo de quase R$ 1,2 milhão de reais ao erário público. Um dos contratos chega a 540 mil reais.

Todos os contratos foram feitos mediante inexigibilidade, ou seja sem licitação e causam um prejuízo aos cofres públicos de aproximadamente 1,2 milhão de reais. O Ministério Público já está de posse da denúncia, que foi assinada pelos vereadores Toinho do Judô e Margarida Cardoso. No objeto da denúncia, segundo os vereadores, nota-se que as empresas não prestam qualquer serviço, até porque no quadro do município existem profissionais que executam tais demandas.

Segundo os vereadores explica-se o motivo do atual prefeito querer contrair um empréstimo de R$ 10 milhões. “Isso é um absurdo. É um tapa na cara da sociedade”, reclama a vereadora Margarida.

O prefeito Elmo Vaz deve responder perante os órgãos competentes por ato de improbidade administrativa e desvio de recursos públicos.

COMPARTILHAR