Durante o registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (15), será lida uma carta aos militantes do partido. A coluna Painel do Jornal Folha de S.Paulo informa que a versão preliminar do texto aponta que Lula adotará um tom agressivo.

“Quero apenas os direitos que vêm sendo reconhecidos pelos tribunais há anos em favor de centenas de outros candidatos.” O ex-presidente diz que é vítima de uma caçada judicial e que só a morte, a renúncia ou um ato do TSE pode rifá-lo. “Não pretendo morrer nem cogito renunciar. Vou brigar até o final.”, diz a carta.

Caberá ao candidato a vice, Fernando Haddad (PT), ler a mensagem para militância do partido. Segundo a coluna Painel, a versão prévia do texto não menciona o vice.

COMPARTILHAR