Baianos enfrentam fila na sede do TRE-BA no penúltimo dia para a regularização do título: “Tortura”

Em meio à chuva e sol, começou na manhã desta terça-feira (08) o penúltimo dia do novo prazo para o recadastramento biométrico para a regularização do título eleitoral.

Desde o momento em que a equipe de reportagem do Varela Notícias chegou ao local, por volta das 9h, a fila seguia dando voltas na grade do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Não houve instante em que não parou de chegar pessoas na espera pela regularização.

No final da fila, já era possível ver o final da Avenida Paralela, onde estava a professora Sandra Regina e a filha, Andressa, que acabou de completar 18 anos e veio tirar o título obrigatório.

“Deveria ter vindo antes, mas fui deixando passar. A fila está assustadora, mas a culpa foi minha, por ter protelado”, confessou Sandra. “Só acho que não deveria ser obrigatório, porque a gente não deveria ter que passar por isso”, reclamou Andressa.

A estudante Carla, que apesar de morar no interior e não precisar fazer o recadastramento, veio acompanhar a colega, Dara, de 16 anos, que necessita do título como garantia para entrar na faculdade. Na espera desde as 7h40 da manhã, a estudante encontrou na leitura uma forma de passar o tempo.

“Acho absurdo a fila que encontramos. Isso é desumano. Não sei quando vamos sair daqui dessa fila exorbitante. O pior é que eles [os políticos] é que precisam do nosso voto e estão coagindo as pessoas”, criticou.

Adriano da Conceição, autônomo, chegou desde as 6h e, ao avistar a equipe de reportagemlogo pediu para tirar foto do que ele chamou de ‘fila da tortura’.

“Já passamos por sol e chuva, nesse sofrimento. Isso aqui é uma tortura”. Ele ainda reclamou da falta de informação e ajuda do órgão para organizar a fila. “Eu que estou tentando organizar”, reclamou.

Segundo os dados mais recentes divulgados pelo TRE-BA, até o momento, 5.539.689 de eleitores ainda não regularizaram a situação no estado. Quem não regularizar o título até esta quarta-feira (09) terá o documento cancelado.

COMPARTILHAR