O ator Morgan Freeman foi acusado por oito mulheres de assédio sexual. As vítimas afirmaram que o ator fazia comentários picantes, tocava o corpo delas sem consentimento e as assediava nos sets de filmagem.

Um dos casos aconteceu na produção do filme “Despedida em grande estilo”, em 2015. O assédio só teria parado depois que o colega, Alan Arkin, chamou a atenção de Freeman.

Morgan Freeman negou as acusações. Em nota, ele pediu desculpas e disse que nunca teve a intenção de causar desconforto ou desrespeitar colegas de trabalho.

COMPARTILHAR