Um conselheiro do presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, rejeitou nesta segunda-feira a afirmação do governo da Arábia Saudita de que Jamal Khashoggi morreu durante uma briga, insinuando que Riad “zombou” da opinião mundial, enquanto aumentava a incredulidade ocidental diante das várias versões sauditas para a morte do jornalista.

COMPARTILHAR